Mais Categorias
Policial

Sargento morto em Santa Cruz do Capibaribe será enterrado neste sábado

Moacir Moreira da Silva, de 47 anos, faleceu ontem (19), no Hospital Regional do Agreste

Moacir Moreira da Silva, de 47 anos, faleceu ontem (19), no Hospital Regional do Agreste
REDAÇÃO 20/07/2019 185
    Compartilhe:

Será enterrado neste sábado (20), no município de Palmares, na Mata Sul do Estado, o sargento Moacir Moreira da Silva, de 47 anos, baleado durante um assalto no início do mês, no município de Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste. O velório acontece na Escola de Referência EMAG e o sepultamento no cemitério Parque das Palmeiras, às 16h.

O militar estava internado no Hospital Regional do Agreste (HRA), em Caruaru, e, de acordo com a unidade de saúde, após um quadro de insuficiência, teve uma parada cardiorrespiratória. Ainda segundo o hospital, a equipe médica tentou reanimar o sargento, que não respondeu às manobras e acabou falecendo.

“Foram 18 dias de muita luta e aflição. Até ontem, eu tinha muita fé”, resumiu, abalada, a mãe do sargento, Marluce Rodrigues da Silva. Em nota, a Polícia Militar de Pernambuco lamentou a morte do policial. “Guerreiro incansável na batalha diária em defesa da sociedade, em seus mais de 24 anos na Corporação, ele lutou da mesma forma pela própria vida desde o dia 1º de julho, quando foi vítima de emboscada realizada por uma quadrilha que acabara de assaltar uma lotérica”, diz um trecho do comunicado. 
Segundo a PM, Moacir foi um policial dedicado e amigo de todos nos quartéis por onde passou. “Deixa como legado o exemplo de profissional dedicado, que não hesitou ao enfrentar os algozes com a bravura de quem sempre colocou a própria vida a serviço do combate à criminalidade, visando a paz social.” Moacir deixa a esposa e dois filhos.

O CASO
No dia 1º de julho, o sargento estava acompanhado do colega e soldado André José da Silva, 32, quando, durante uma ronda de rotina, houve um assalto a uma casa lotérica. Os policiais entraram em confronto com os suspeitos e , durante a troca de tiros, ambos foram atingidos. André morreu na hora. Ele foi sepultado, sob forte comoção, no dia seguinte, no cemitério de Santa Maria do Camucá, também no Agreste.

Na madrugada do dia 2 de julho, uma operação conjunta entre órgãos de segurança de Pernambuco e da Paraíba conseguiu localizar um grupo criminoso apontado como suspeito de praticar o crime. De acordo com a polícia, a quadrilha interestadual seria especializada em assaltos a bancos e reagiu ao ser encontrada no Estado vizinho. Durante o confronto, oito suspeitos foram mortos. Seis deles são homens e duas mulheres.

Entre os homens estava o parlamentar Andson Berigue de Lima, 29, conhecido como Nanaca (PP). De acordo com as autoridades, ele estava armado e teria efetuado disparos contra os policiais. Nanaca foi eleito vereador pelo município de Betânia, no Sertão pernambucano, no ano de 2016.

Com os suspeitos, foi encontrada a quantia roubada no dia anterior, duas pistolas 380, dois revólveres calibre 38 e uma espingarda calibre 12 de repetição que, segundo as autoridades teria sido utilizada na ação que terminou na morte dos dois policiais pernambucanos.

  • Nenhuma tag encontrada
Notícias Relacionadas
Comente com o Facebook
Ofertas