Mais Categorias
Policial

Morre mulher atacada por substância corrosiva pelo ex-marido

Vítima teve 38% do corpo queimado

Vítima teve 38% do corpo queimado
REDAÇÃO 26/07/2019 214
    Compartilhe:

Morreu, na noite da quinta-feira, a atendente de lanchonete Mayara Estefanny, que foi atacada com uma substância corrosiva pelo seu ex-companheiro e um amigo no bairro de Nova Descoberta, na Zona Norte do Recife. A jovem de 19 anos estava internada desde o dia 4 de julho no Hospital da Restauração. O corpo será levado para o município de Limoeiro assim que for liberado do IML. 

Mayara teve 38% do corpo queimado e teve o seu rosto, pescoço, tórax e cabelo bastante afetados. De acordo com a médica Fátima Buarque, chefe da UTI adulto do HR, a jovem chegou a fazer a traqueostomia. O procedimento ajudaria em suas vias respiratórias para que ela pudesse respirar sem a ajuda de aparelhos. Mesmo recebendo analgesia e sedação, segundo Fátima, Mayara apresentava sinais de consciência. 


A Central de Inquéritos do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) confirmou, nesta quinta-feira (25), que William César dos Santos Júnior e Paulo Henrique Vieira dos Santos foram denunciados por tentativa de homicídio qualificado. A morte da vítima deve ser considerada pela justiça, que pode denunciar os dois suspeitos por feminicídio. Os acusados cumprem prisão preventiva no Centro de Triagem de Abreu e Lima (Cotel) após a audiência de custódia. 

Mayara já havia prestado queixa de violências físicas e emocionais contra William ao menos três vezes na Delegacia da Mulher. Cerca de 20 dias antes de sofrer o ataque com o líquido corrosivo, a jovem havia solicitado uma medida protetiva contra o ex-companheiro.

  • Nenhuma tag encontrada
Notícias Relacionadas
Comente com o Facebook
Ofertas