Mais Categorias
Policial

Mulher mata amiga com tiro acidental

Elizângela Maria da Silva, 26 anos, foi morta supostamente de forma acidental após PM pedir para mulher segurar arma

Elizângela Maria da Silva, 26 anos, foi morta supostamente de forma acidental após PM pedir para mulher segurar arma
REDAÇÃO 20/06/2019 131
    Compartilhe:

Uma mulher foi assassinada com um tiro no peito nessa quarta-feira (19) dentro de um bar na cidade de Jupi, no Agreste de Pernambuco. Elizângela Maria da Silva, 26 anos, foi morta supostamente de forma acidental pela amiga, identificada como Maria Ivanilda da Silva. De acordo com a Polícia Civil, a arma utilizada no crime pertence ao cabo da Polícia Militar Jorge Luiz Cavalcanti da Silva Júnior.

Segundo as informações colhidas pela polícia, a vítima, a suspeita e o policial estavam com mais seis pessoas (três mulheres e três homens) bebendo em um bar da cidade quando o PM tirou a pistola 380 da cintura e a entregou a Maria Ivanilda. A mulher, que não tem habilidade para manusear a arma, teria disparado o gatilho. A bala atingiu o peito esquerdo, na altura do coração, de Elizângela Maria, que estava sentada na frente dela.

Após o ocorrido, a suspeita de atirar fugiu. O policial e o resto do grupo levaram a vítima para o hospital local, mas ela já chegou morta à unidade de saúde. Todos os envolvidos foram encaminhados para a Delegacia de Plantão, onde foram ouvidos. Na delegacia, foi identificado que a pistola do policial estava registrada em nome da Polícia Militar de Pernambuco, e não no nome dele. Portanto, de acordo com a Polícia Civil, o policial portava a arma de forma ilegal, conforme o artigo 14 do Estatuto do Desarmamento.

Policial autuado em flagrante
O cabo da PM foi autuado em flagrante por homicídio culposo (quando não há a intenção de matar) e concurso de pessoas. A polícia informou ainda que não foi possível arbitrar fiança, uma vez que as penas ultrapassam quatro anos, limite permitido pelo Código de Processo Penal Brasileiro. Um inquérito policial foi instaurado para apurar o caso contra a mulher, que continua foragida.

  • Nenhuma tag encontrada
Notícias Relacionadas
Comente com o Facebook
Ofertas