Mais Categorias
Policial

Mais uma mulher morta em Pernambuco; Crime foi consumado por um policial militar

De janeiro a abril de 2019, foram 16 feminicídios contabilizados em todo o Estado. Esse tipo de crime ocorre quando a vítima é morta pelo fato de ser mulher

De janeiro a abril de 2019, foram 16 feminicídios contabilizados em todo o Estado. Esse tipo de crime ocorre quando a vítima é morta pelo fato de ser mulher
DANIEL JÚNIOR 26/05/2019 202
    Compartilhe:

Um policial militar de 46 anos foi preso na noite de ontem 25 pelo feminicídio da esposa, de 42 anos. O crime ocorreu numa academia de ginástica na Avenida Cláudio Gueiros Leite, no bairro do Janga, em Paulista, no Grande Recife.

O estabelecimento estava aberto no momento do crime. Cleodenice Maria da Silva foi atingida por tiros e chegou a ser levada por alunos da academia a uma unidade de saúde, mas não resistiu aos ferimentos.

"Ela era aluna da academia e estava fazendo um curso de treinadora de boxe. O marido dela também chegou a frequentar", afirma o dono do estabelecimento, Wobson Oliveira.

Segundo a Polícia Militar, o policial Nargel Nunes do Carmo se apresentou voluntariamente ao 1º Batalhão, em Olinda, e em seguida foi conduzido ao Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) no Cordeiro, na Zona Oeste do Recife, onde foi preso em flagrante delito.

Ainda de acordo com a PM, o sargento deve ser encaminhado ainda neste domingo (26) a uma audiência de custódia. O policial também deve responder a um processo administrativo disciplinar da corporação.

Cleonice deixa dois filhos, um homem de 22 anos e uma adolescente de 13. De acordo com o dono da academia em que ela foi assassinada, o enterro deve ocorrer no município de Ribeirão, na Zona da Mata, neste domingo (26).

Violência contra a mulher
Pernambuco contabilizou três casos de feminicídios em abril, um a mais do que os dois casos registrados no mesmo período em 2018. De janeiro a abril de 2019, foram 16 feminicídios contabilizados em todo o estado. Esse tipo de crime ocorre quando a vítima é morta pelo fato de ser mulher.

Segundo a SDS, houve um aumento de denúncias de violência doméstica contra a mulher entre os meses de janeiro a abril de 2019. Somente no mês de abril, o aumento foi de 14,2%%, saindo de 3.018 para 3.447 casos.

  • Nenhuma tag encontrada
Notícias Relacionadas
Comente com o Facebook
Ofertas